| A Arte de Pensar |


Oscars: As minhas previsões

A grande noite do cinema americano é já amanhã. Terminada a longa greve dos guionistas americanos que esteve prestes a questionar a realização da 80ª Gala dos Academy Awards – Oscars, é agora tempo de reflexão e festa. Esta é a grande semana de Hollywood, todos os actores, realizadores, argumentistas, produtores e demais cinéfilos sonham algum dia atravessar a “red carpet” e serem no final os eleitos dos académicos do cinema americano.
Aproveitando este magnífico acontecimento, e tendo já feito as minhas “apostas” para a grande noite do Kodak Theatre, é tempo de as publicar, aqui:
Comecemos;

Best Actor (Melhor Actor)

George Clooney, Michael Clayton
· Daniel Day-Lewis, There Will Be Blood
Johnny Depp, Sweeney Todd
Tommy Lee Jones, In the Valley of Elah
Viggo Mortensen, Eastern Promises

Parece óbvia a escolha. Day-Lewis, tem uma performance brilhante em There Will Be Blood, é um actor meticuloso até ao último detalhe, e leva a preparação para os poucos e seleccionados filmes que faz ao extremo, como podemos ver com "este" Daniel Plainview.
Nesta categoria, há também a hipótese de George Clooney, o “menino bonito” do cinema americano actual, dar a surpresa com a sua interpretação do “fixer” Michael Clayton, que acaba por intitular o filme, que foi, para mim uma das grandes surpresas do ano, com interpretações muito acima da média dos três principais actores, que lhes valeram as respectivas nomeações aos Oscars. Sendo que Clooney, está exemplar num dos melhores "papeis" da sua carreira.

Best Actress (Melhor Actriz)

Cate Blanchett, Elizabeth: The Golden Age
Julie Christie, Away from Her
· Marion Cotillard, La Vie en Rose
Laura Linney, The Savages
Ellen Page, Juno

Aqui a escolha é bem mais difícil, toda a gente fala de Julie Christie e da sua grande interpretação de Fiona Anderson, uma mulher que tenta lutar contra a doença de Alzheimer com o apoio do seu marido. Ganhou o Globo de Ouro.
Por outro lado temos a francesa Marion Cotillard, que interpreta a diva Édith Piaf de forma brilhante. Ganhou o Bafta.
E por último temos Ellen Page, figura central de Juno, num registo claramente diferente e talvez demasiado arrojado para ser premiado.
Eu apostaria em Marion Cotillard como a eleita da academia, gostava de ver Ellen Page ganhar. Mas, muito dificilmente uma das três não ganhará.


Supporting Actor (Actor Secundário)

Casey Affleck, The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford
· Javier Bardem, No Country for Old Men
Philip Seymour Hoffman, Charlie Wilson's War
Hal Holbrook, Into the Wild
Tom Wilkinson, Michael Clayton

Para mim esta é a categoria com a escolha mais óbvia, Javier Bardem, que está brilhante como Anton Chigurh, um vilão enigmático que Bardem redefine à sua maneira e que ficará na história do cinema e irá certamente catapultar o espanhol para o lugar que merece no cinema. Bardem tem ganho todos os prémios mais relevantes, pré-Oscars.

Supporting Actress (Actriz Secundária)

· Cate Blanchett, I'm Not There
Ruby Dee, American Gangster
Saoirse Ronan, Atonement
Amy Ryan, Gone Baby Gone
Tilda Swinton, Michael Clayton

Aqui a escolha também parece fácil, Cate Blanchett que interpreta de forma notável o mítico Bob Dylan em I’m Not There e que como Bardem tem ganho todos os prémios que antecedem os Oscars, incluindo a Coppa Volpi, a melhor actriz do Festival de Veneza.
No entanto, aqui, acho que a versátil Tilda Swinton, na sua primeira nomeação, poderá ser a surpresa da noite se vencer.

Original Screenplay (Argumento Original)

· Diablo Cody, Juno

Nancy Oliver, Lars and the Real Girl
Tony Gilroy, Michael Clayton
Brad Bird, Ratatouille
Tamara Jenkins, The Savages

Aqui a escolha só pode ser uma, a ex-stripper Diablo Cody por Juno, um dos grandes filmes do ano.

Adapted Screenplay (Argumento Adaptado)

Christopher Hampton, Atonement
Sarah Polley, Away from Her
Ronald Harwood, The Diving Bell and the Butterfly
· Joel Coen and Ethan Coen, No Country for Old Men
Paul Thomas Anderson, There Will Be Blood

A escolha também é óbvia os irmãos Coen, deverão ganhar por No Country for Old Men.

Director (Realizador)

Julian Schnabel, The Diving Bell and the Butterfly
Jason Reitman, Juno
Tony Gilroy, Michael Clayton
· Joel Coen and Ethan Coen, No Country for Old Men
Paul Thomas Anderson, There Will Be Blood

Eis uma categoria, com bastantes opções, e com uma escolha difícil, por um lado o excêntrico Julian Schnabel muito amado em Holywood, do outro lado Jason Reitman, que revolucionou com Juno, e ainda Paul Thomas Anderson e Tony Gilroy que marcam os filmes que realizam, e depois temos os Coen, que partem como favoritos mas que poderão perder para Jason Reitman (talvez demasiado jovem para ser premiado).

Picture (Melhor Filme)

Atonement
· Juno
Michael Clayton
No Country for Old Men
There Will Be Blood

Para mim, na principal categoria a escolha é óbvia. Juno, pela irreverência, pela diferença, pela simplicidade e pela novidade que trouxe, merece, na minha opinião a eleição como filme do ano. No entanto, No Country for Old Men (o favorito) será também certamente uma boa escolha e talvez mesmo mais consensual.

Amanhã resolverei as minhas dúvidas!

Etiquetas: , ,

5 Responses to “Oscars: As minhas previsões”

  1. # Blogger A Pop Zé Economicus

    desde que o melhor filme não seja o Atonement.. tudo vai bem no melhor nos mundos!!

    :)  

  2. # Blogger A Pop Zé Economicus

    oops. .. o correcto é.. "tudo vai bem no melhor DOS mundos.."

    fica a auto-crítica!  

  3. # Blogger fg

    A cerimónia dos Oscars tem-me desiludido a cada ano que passa pelas constantes compensações que são feitas como a vitória de "Chicago" por não ter ganho "Moulin Rouge" no ano anterior ou a vitória de Nicole Kidman em "As Horas" por não ter ganho no ano anterior com "Moulin Rouge" ou "Os Outros" entre outras.

    Ainda assim fica a minha aposta:
    Daniel Day-Lewis (deveria ganhar Viggo Mortensen)
    Marion Coutillard
    Javier Bardem
    Cate Blanchett
    Tony Gilroy
    Paul Thomas Anderson
    There Will Be Blood (apesar de Juno ser fantástico)

    Um último comentário para dizer que os dois melhores filmes do ano, no meu entender, não estão nomeados. "Control" e "Eastern Promisses".  

  4. # Blogger Mi

    Eu aposto na dupla Call Girl / Soraia Chaves  

  5. # Anonymous mr. Rose

    Juno, melhor filme?!? Ainda não vi mas parece-me uma comedia barata e ligeira e nao um filme à altura da ultima obra prima do Thomas Anderson nem do filme dos Coen.  

Enviar um comentário

Search

Arte de Pensar

      A Arte é um blog actual, que pretende discutir a actualidade nacional e internacional e estar atento a todos os actos e/ou iniciativas relevantes no universo cultural.
        Contacto: aartepensar[at]gmail[dot]com