| A Arte de Pensar |


Seguindo a corrente (II)

Uma excelente ideia essa de escolher cinco filmes, apesar não ser tarefa fácil. Aceito o desafio com uma pequena nuance, vou escolher os filmes por género.
Aqui vai,

Guerra, Apocalypse now, 1979 (FF Coppola) e Black hawk down, 2001 (Ridley Scott)
Drama, What dreams may come, 1998 (Vincent Ward e Charles Croughwell)
Clássico, Casablanca, 1942 (Michael Curtiz)
Português, Os imortais, 2003 (António Pedro Vasconcelos)
Europeu, De battre mon coeur s'est arrêté, 2005 (Jacques Audiard)

Salta à vista que escolhi seis filmes em vez de cinco mas tenho dificuldades em escolher apenas um no género que mais gosto que são os filmes de guerra. Por falar em filmes de guerra, o 20,13 (2006) de Joaquim Leitão é também muito bom, um dos meus preferidos portugueses.
A categoria em que é mais complicado escolher apenas um é, sem dúvida, a de cinema europeu. É até injusto. Escolhi este porque representa a indústria cinematográfica que mais prezo na Europa, a francesa, ainda que La vitta é bella de Roberto Begnini seria tão boa escolha como qualquer outra assim como vários da filmografia de Pedro Almodóvar.

Resta-me apenas referir que não incluí nenhum duma categoria de que também sou apreciador, falo do cinema fantástico no qual M. Night Shyamalan é o meu realizador preferido, sendo que também costuma ser argumentista, produtor e actor, um pouco ao estilo de Alfred Hitchcock. The sixth Sense (1999) e The village (2004) são referências neste campo.
Havia ainda que falar dos biográficos com The Doors (1991) de Oliver Stone a encabeçar uma lista imensa.

No fim deste exercício, chego à conclusão que escolher um punhado de excelentes filmes não é difícil, é perfeitamente impossível, pelo menos para mim!

Etiquetas:

6 Responses to “Seguindo a corrente (II)”

  1. # Blogger A Pop Zé Economicus

    The Village... vómito.. :)  

  2. # Blogger fg

    Caro Zé, sem dúvida uma questão de gosto pessoal que respeito.
    Felizmente não gostamos todos de carros amarelos senão a vida seria uma monotonia!
    1 abraço e espero que continues assíduo deste novo blog que estamos a tentar fazer crescer.  

  3. # Anonymous Anónimo

    Casablanca, tive de o ver em 2 vezes, não sei bem porquê... mas valeu a pena, gostei! "We'll always have Paris", é bonito!
    Gostei do titulo do françês, quero ver!  

  4. # Blogger A Pop Zé Economicus

    cara fg,

    muito bem.. gostei bastante do fairplay..

    :)  

  5. # Blogger Zaracotrim

    Ai os imortais, os imortais, caro fg. Eu tenho uma predilecção pelo "Mortinho por chegar a casa", mas estou estupefacta por não ter escolhido "O capacete dourado" como melhor filme português ;)  

  6. # Blogger fg

    - "Casablanca" em 2 takes! Talvez porque o sofá é para dormir e não para ver filmes...

    - Fairplay é o meu nome do meio :)

    - "Capacete Dourado", o melhor filme da história do cinema português e mundial. Como pude esquecer-me de tal obra prima?!!!  

Enviar um comentário

Search

Arte de Pensar

      A Arte é um blog actual, que pretende discutir a actualidade nacional e internacional e estar atento a todos os actos e/ou iniciativas relevantes no universo cultural.
        Contacto: aartepensar[at]gmail[dot]com